img-site-600x400

Palco de grandes partidas do voleibol, o ginásio do Mineirinho, localizado em Belo Horizonte (MG) e administrado pela Secretaria de Estado de Esportes (SEESP), receberá novamente um grande jogo da modalidade no próximo dia 7 de maio, pela final da Superliga masculina de vôlei 2016/2017. O anúncio oficial aconteceu nesta terça-feira (21.03), na capital mineira, em coletiva de imprensa realizada com autoridades envolvidas na organização da disputa.

Estiveram presentes o diretor executivo da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), Ricardo Trade, o Baka, o superintendente da Superliga, Renato D´Ávila, o presidente da Federação Mineira de Voleibol, Tomás Mendes, e o superintendente de Programas Esportivos, Frederico Pessoa, que representou o secretário em exercício da SEESP, Ricardo Sapi.

Frederico reforçou o apoio da secretaria à modalidade. “É uma satisfação para Minas Gerais receber mais uma vez essa grande festa do voleibol nacional. Minas é um celeiro de atletas, de campeões, e o Mineirinho é o palco maior da modalidade no Brasil. É uma política do Governo de Minas trazer grandes eventos. Minas está feliz e desejamos muito sucesso a final da Superliga”, disse.

Oito equipes estão disputando a fase classificatória por duas vagas na decisão. Entre os times, quatro são mineiros: Montes Claros Vôlei, Sada Cruzeiro, Minas T.C e Juiz de Fora Vôlei. As demais equipes no páreo são: Funvic Taubaté (SP), Sesi-SP, Vôlei Brasil Kirin (SP) e Lebes/Gedore/Canoas (RS).

 Dirigentes anunciam oficialmente final no Mineirinho (Crédito: Washington Alves/Inovafoto/CBV)

Em entrevista coletiva, Trade falou sobre a razão de fazer a final masculina em Belo Horizonte. “Optamos por fazer a final da Superliga no naipe masculino em Belo Horizonte, especificamente no Mineirinho por alguns motivos. Um deles é o conceito foi de levar para os locais onde as equipes com melhor campanha na fase classificatória se beneficiem, independentemente do Sada Cruzeiro (MG) e do Rexona-Sesc (RJ) estarem nas finais”, comentou Trade.

Mineiro de Belo Horizonte, o diretor executivo da CBV ainda falou sobre o Mineirinho. “É um ginásio de tradição no vôlei brasileiro, um palco do voleibol, que sempre recebeu grande jogos, fica sempre lotado, e dessa vez é uma repetição de uma imagem de sucesso, sem contar no público de Minas, que é cativo da modalidade”, complementou Ricardo Trade.

Presidente da Federação Mineira, Tomás fez questão de destacar a importância de seu estado receber a grande decisão da Superliga masculina. “Para nós é muito importante reviver grandes jogos, grandes emoções no Mineirinho, que é um ginásio que reservou ao vôlei de Minas Gerais recordes de público. Hoje, a Federação Mineira, junto a seus filiados, tem os quatro clubes classificados, os quatro jogando os playoffs de quartas de final e esperamos que esses clubes consigam sucesso para estarem aqui no dia 7 de maio conosco”, afirmou Tomás Mendes.

O superintendente da Superliga, Renato D´Ávila, ainda comentou sobre o método de escolha das sedes das finais. “Esse processo de escolha da sede das finais vem levando consideração propostas de vários locais. Tínhamos outros possíveis sediantes e no final, pesando todos os prós e contras, se decidiu por retomar excepcionalmente nessa temporada ao que era feito no passado, por força do regulamento, que é beneficiar de alguma forma os times que tiveram melhores campanhas na fase classificatória”, concluiu Renato D´Ávila.

Com informações da CBV

 

Relembre aqui a força do vôlei em Minas Gerais e outros grandes eventos esportivos que Minas Gerais recebeu com o apoio da SEESP.