Foto: André CavaleiroFoi dado o pontapé inicial para a Taça das Favelas Minas 2018. Os jogos tiveram início no último final de semana e agitaram as torcidas que compareceram ao Complexo Esportivo do Vale do Jatobá, em Belo Horizonte. A competição, realizada pela Central Única das Favelas (CUFA), é viabilizada pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Estado de Esportes (SEESP) e conta com repasse de R$ 197.707,25 da Cemig Geração e Transmissão S/A, oriundos da isenção fiscal do Governo de Minas Gerais.

A abertura oficial do evento, no sábado, contou com a presença do secretário de Estado de Esportes interino, Ricardo Sapi, além de parceiros e apoiadores do projeto. Em sua fala, Sapi ressaltou o papel de vitrine da Taça das Favelas. “Em competições assim que surgem grandes nomes do esporte. Parabenizo a organização da Taça das Favelas por, mais uma vez, levar aos nossos jovens uma oportunidade de esporte, lazer e a chance de terem visibilidade no futebol e, quem sabe, chegarem a times profissionais”, comentou.

Resultados

No sábado e no domingo foram realizados 15 jogos válidos pela primeira rodada da Taça das Favelas Minas, nas categorias feminina e masculina. Um total de 51 gols foram marcados, média de 3,4 por partida.

Foto: Moisés MartinsParticipam dos jogos, que prosseguem no próximo fim de semana, dias 14 e 15, nos dias 21 e 22 de abril, com semifinais previstas para 28 de abril e final no dia 29, 768 adolescentes entre 14 e 17 anos para as seleções masculinas e a partir de 14 anos, sem limites de idade, para as seleções femininas, que compõe 32 equipes que representam comunidades de Belo Horizonte e Região Metropolitana.

Os jogos acontecem as sábados e domingos, de 8h às 18h, Complexo Poliesportivo do Vale do Jatobá (Avenida Senador Levindo Coelho, 2280 – Mangueiras/Vale do Jatobá).

Informações: http://tacadasfavelasminas.com.br

Minas Esportiva Incentivo ao Esporte

Por meio do programa de fomento à prática esportiva, 0,05% da receita líquida anual do ICMS que coube ao Governo de Minas Gerais podem ser direcionados pelas empresas contribuintes para apoiar atividades esportivas ou paradesportivas.

Desde 2013, quando a Lei Nº 20.824 que regulamenta a ação foi sancionada, foram aprovados 598 projetos para proporcionar benefícios tanto para a população atendida quanto para as empresas apoiadoras. Desse total 198 projetos já foram executados ou estão em execução com recursos captados que ultrapassam os R$ 50,7 milhões. Já são mais de 117 mil beneficiários entre crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, de 71 municípios mineiros.

Saiba mais em: incentivo.esportes.mg.gov.br.