A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, por meio da Superintendência de Programas Esportivos da Subsecretaria de Esportes, divulgou nesta terça-feira (15), no Diário Oficial do Estado, a lista de selecionados do programa Bolsa Atleta e Bolsa Técnico Paralímpico 2019.

Agora o atleta ou técnico selecionado deverá enviar à Secretaria, através do sistema de inscrição, a documentação comprobatória, especificada no edital, em até cinco dias úteis a contar da notificação que será encaminhada pela Sedese ao e-mail cadastrado.

A seleção acontece em três etapas, sendo elas: a homologação, quando houve a confirmação, pela entidade regional ou nacional de administração do desporto, dos resultados cadastrados pelos atletas ou técnicos paralímpicos no sistema de inscrição; a classificação e seleção dos beneficiários, observando os requisitos de cada categoria e a ordem especificada no edital e por fim a análise documental, etapa que se inicia agora, na qual todos os documentos encaminhados pelos atletas e técnicos selecionados na 2ª etapa serão analisados pela Comissão Técnica de Avaliação da Bolsa-atleta e da Bolsa-técnico.

Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico

O Programa Bolsa-Atleta e Bolsa-Técnico reforça a política de valorização do esporte praticada pela Sedese, uma vez que contribuí para a manutenção da carreira dos atletas e técnicos paralímpicos de alto rendimento, através do apoio financeiro àqueles que pleiteiem o benefício, com o intuito de obter o pleno desenvolvimento esportivo para que eles possam assim representar o Estado e o país nas principais competições nacionais e internacionais.

O Programa é divido em três categorias, que são elas: Bolsa Atleta Nacional e Internacional, que são destinadas aos atletas que tenham participado e conquistado, no ano de 2018, uma das três primeiras colocações nas competições de referência de âmbito nacional e internacional. Já a Bolsa Atleta Paralímpico, destina-se, exclusivamente, aos atletas que tenham conquistado medalha de ouro, prata ou bronze ou participado da última edição dos Jogos Paralímpicos, de verão ou de inverno. Por fim, a Bolsa Técnico conta com apenas uma categoria e é destinada aos técnicos dos atletas paralímpicos aptos a pleitearem a bolsa-atleta nas categorias bolsa-atleta nacional, internacional e paralímpico.